Viseu, A cidade mais tecnológica de todos os tempos!

Diário de bordo: Crush a primeira vista com a Feira de São Mateus de 2019.

Fisca e Maria Tata decidiram, depois de conhecerem o encantador Museu de História da Cidade, visitar todos os outros museus da cidade. Ora vejam, Viseu é uma cidade incrível, mas tão incrível que possui um Passaporte dos Museus. #museusdeviseu

Maria Tata, como sempre, tagarelando sem parar ao descobrir a novidade, lançou logo:

  • Fisca, desafio lançado é desafio cumprido. Eu não me chamarei mais de Maria Tata se não conseguirmos completar esse Passaporte em uma semana. E olhe só, ainda tem um brinde surpresa ao final! Quem não gosta de brindes? De graça até injeção na testa, meu bem.

Em meio à nova aventura, as duas reviveram os costumes e tradições, seus e dos seus amigos. O Museu do Linho de Várzea de Calde, em Viseu, que reconta vivamente os costumes do plantio, colheita e produção do linho e suas diversas tramas. O museu Casa da Ribeira, com a história incrível das vestimentas tradicionais, o qual possui até o Tapa Cricas, que talvez seja melhor você pesquisar no Google sobre o que se trata. 

E as descobertas continuam, conforme as viajantes avançam e exploram os quatro cantos da antiga Vissaium. Em meio às portas medievais, espalhadas pelo centro histórico, as duas aventureiras se depararam com uma novidade estarrecedora.

Viseu deveria ser conhecida como a cidade mais tecnológica do mundo de todos os tempos, pensa Fisca. Pois possui uma aplicação chamada Viseu 5.0. Imaginem só, conhecer a história da cidade na palma das mãos, literalmente, com figuras em realidade aumentada nos principais pontos da cidade. Uma novidade assim faz suspirar de felicidade e alivia os corações dos famintos por história.

Fisca e Maria Tata prontamente resolveram testar a aplicação, apontando e mirando aquele artefato recém descoberto, chamado pelas pessoas de 2019 de O TELEMÓVEL, por toda a Viseu do futuro. E foi assim que as duas aventureiras se depararam com a Porta de São Mateus. Lá, os preparativos finais para esse grande evento, a Feira de São Mateus,  já estavam a todo vapor. Fisca ficou de boca aberta com o que seus olhos viam, mesmo antes de estar tudo pronto, as estruturas de luz, as barracas de comida, a zona de diversão, tudo era tão incrível. Então, avistaram a mais alta de todas as surpresas, a roda gigante! Isso mesmo, uma roda que é grande o suficiente para carregar as pessoas em um looping radial tão atrativo que até a idade é deixada de lado.  Maria Tata, quando a viu, quase virou uma batata frita de tanta agitação:

  • Fisca, aqui no futuro as pessoas podem tocar o céu! Nós PRECISAMOS testar isso. Pela Deusa das Natas, vou finalmente pegar em uma nuvem. Vou me tornar uma batatinha galáctica e ficar lá por cima como se fosse a última Sumol do deserto!

As duas saíram do sítio da Feira de São Mateus com aquele frio na barriga de ansiedade, conversando e planejando, em mínimos detalhes, as aventuras que iriam viver nos trinta e nove dias de feira. Vejam, a festa já começa nesta semana. Eu, narrador, volto a dizer, acho difícil essas duas amigas acharem ano melhor que esse de 2019. Mas a vida, ou melhor, a feira é uma caixinha de surpresas.